Cazuza – 21 anos de Saudades

Cazuza, nascido Agenor de Miranda Araújo Neto  seu nome de Batismo, foi um cantor e Compositor Brasileiro que ganhou fama como vocalista e principal letrista da banda Barão Vermelho. Conhecido também como “O poeta”. Sua parceria com Roberto Frejat foi criticamente aclamada. Dentre as composições famosas junto ao Barão Vermelho estão “Todo Amor Que Houver Nessa Vida”, “Pro Dia Nascer Feliz”, “Maior Abandonado”, “Bete Balanço” e “Bilhetinho Azul”.
Cazuza tornou-se um dos ícones da música Brasileira da década de 1980. Dentre seus sucessos musicais em carreira solo, destacam-se “Exagerado”, “Codinome Beija-Flor”, “Ideologia”, “Brasil”, “Faz Parte Do Meu Show”, “O Tempo Não Pára” e “O Nosso Amor A Gente Inventa”.
Cazuza também ficou conhecido por ser rebelde, boêmio e polêmico, tendo declarado em entrevistas que era bissexual. Em 1989 declarou ser soropositivo e sucumbiu à doença em 1990, no Rio de Janeiro.

Um comentário em “Cazuza – 21 anos de Saudades

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *