Dia da Bandeira: "Quantas Bandeiras já Tremularam pelo Brasil"

bandeirasbrasil

 

1- BANDEIRA DA ORDEM DE CRISTO

Tremulava nos navios de Cabral quando este descobriu o Brasil em 1500.

1-      BANDEIRA REAL (1495)

Bandeira do Rei D. Manuel (O venturoso), mostrando o seu escudo sobre a cruz da Ordem de Cristo.

2- BANDEIRA REAL (1521)

Instituída por D João III (O piedoso) com esta bandeira pela primeira vez os pavilhões lusos passaram a ostentar uma coroa real.

3- BANDEIRA DE PORTUGAL SOB DOMÍNIO ESPANHOL

(1616)

Instituída por Felipe III da Espanha, (II de Portugal) que determinou que o escudo e a coroa reais de Portugal fossem sobrepostas a ramos verdes.

4-BANDEIRA REAL (1640)

Criada por D. João IV (O restaurador), logo após a restauração da independência de Portugal. As combinações das cores azul e branca é uma homenagem a N. Sra. Da Conceição, padroeira do

Reino.

5- BANDEIRA DO PRINCIPADO DO BRASIL (1645)

Criada por D. João IV em consequência da elevação do Brasil à condição de principado do qual seria titular seu filho primogênito. A colônia passou a ter um emblema exclusivo.

6- BANDEIRA DO REINO UNIDO DE PORTUGAL, BRASIL

E ALGARVES (1816)

Bandeira do Brasil já remido da condição de colônia, do Brasil residência Real.

7-  BANDEIRA DO REINO UNIDO CONSTITUCIONAL (1821)

1 Bandeira do Reino Unido Constitucional proclamado pela corte de Lisboa, como assentimento de D. João VI. Já então, o Soberano Português previa a próxima independência do Brasil.

8-BANDEIRA DO IMPÉRIO (1822)

Bandeira auriverde, como escudo do Império do Brasil. À sua sombra foram escritas as páginas mais gloriosas da História da Pátria, as primeiras do Brasil livre. Relembra uma epopeia brilhante e inesquecível que firmou a posição do Brasil entre as nações.

9 – PRIMEIRA BANDEIRA DA REPÚBLICA (15/11/1889 a 19/11/1889)

Bandeira Provisória da República, tremulou como o símbolo do Brasil Republicano desde 15 de novembro de 1889 até 19 do mesmo mês, quando o governo Provisório instituiu a Bandeira definitiva.

BANDEIRA NACIONAL ATUAL (19/11/1889)

Instituída pelo Governo Republicano Provisório, manteve as cores e o desenho básicos do Pavilhão Imperial, como um símbolo da perplexidade da Pátria é um elo indissolúvel entre o passado, o presente e o porvir do Brasil.

Nos primeiros tempos de vida da nacionalidade portuguesa, a bandeira era considerada como símbolo da realeza, distinguindo-se portanto do pendão, que era atribuído aos cavaleiros.

Na bandeira o rei representava a estirpe a que pertencia, ou os feitos mais dignos de memória que houvesse praticados. Pelas descrições que chegaram até nós, podemos acompanhar a evolução da bandeira do Estado Português desde sua fundação até os nossos dias. Todavia, para nós somente interessam as bandeiras a partir do Descobrimento do Brasil (1500) e que foram incorporadas à nossa própria História.

Embora haja divergências sobre o assunto, a maioria dos autores aceita para o Brasil dez bandeiras históricas, que são as que aqui reproduzimos. Além delas, incluímos a Bandeira da Ordem de Cristo, apesar de não se tratar propriamente de uma bandeira oficial, isto é, representativa do Estado Português.

A Ordem de Cristo, instituição de caráter religioso e militar, foi criada pelo Rei D. Diniz em 1318, como sucessora em Portugal da Ordem dos Cavaleiros do Templo. Muitas expedições marítimas portuguesas foram patrocinadas pela Ordem de Cristo, razão pela qual a Bandeira, a Cruz de Cristo era içada nas caravelas, juntamente com o pavilhão real.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *