[COMBATE CULTURAL] UMA SOCIEDADE FAMINTA

Sempre ouvi falar que o aprendizado através da imersão sempre foi um dos melhores que existe. Mas esse tipo de aprendizado sempre foi referido a línguas estrangeiras, onde viajar para outra nação, outra cultura, traz um aprendizado muito mais efetivo. Do ponto de vista cultural isso também é extremamente válido. Num país imenso como o Brasil, viajar de uma região para outra faz você estar imerso em uma cultura diferente da sua nativa.
Durante minha estada em Porto Alegre no final de 2013, tive essa sensação no qual eu pude aprender muita coisa no ponto de vista cultural e assim ter uma visão mais ampla de muitas coisas interessantes. Em um dos passeios que fiz pela a cidade tive a oportunidade de ver diversas intervenções culturais e artísticas numa determinada praça e isso acontece com frequência. Cada artista que ali estava, mesmo não sendo tão conhecido (ao menos pra mim) estava cercado pelo seu público. Seja aquele cantor cantando música gospel vestido de Chapolin Colorado, seja aquela dupla cantando musicas Hippies, aquele senhor sentado e tocando violão e gaita ou aquele conjunto cantando música Bluegrass com seus instrumentos de corda entorno de um microfone rodeados por pessoas que lhe contribuem para o café. 
Conjunto Bluegrass Porto-Alegrense
Não importava a interação artística que estava sendo apresentada e o público lá estava para saborear, degustar, sentir, matear, papear, interagir e conhecer o que estava sendo apresentado ali.
No mesmo local, uma semana depois, teve um evento maior com a gravação de um programa especial de final de ano para uma emissora regional e tudo estava lotado em um horário pouco comum na minha região as 10h00 da manhã. 
Foi oferecido um cardápio cultural para a sociedade e ela faminta veio saborear. Foi essa minha conclusão. Afinal a sociedade é faminta por cultura e ela irá devorar aquilo que é posto para saciar-se. Então não tem como a gente ficar reclamando depois de reality shows, de musicas de estilos que não gostamos mas que estão tocando na rádio, de hits de internet, a qualidade das telenovelas, dos filmes apelativos, de noticiários tendenciosos, sites de fofoca, afinal o que está sendo oferecido será consumido.
Nenhum de Nós
Se você de fato quer que a sociedade ouça, dance, curta, participe, interaja com algum estilo que você acha mais apropriado, ofereça. Ofereça nos mais variados lugares, seja entre amigos, escolas, praças, bares, casas de shows, festas, mas ofereça e seu cardápio será consumido. Não importa em si a quantidade de pessoas que estarão dispostas a experimentar algo diferente mas sim a qualidade com a forma que interagirão com o seu produto.
Se você canta, toca, discursa, declama com a sua personalidade e sua qualidade então ofereça tudo isso para essa sociedade faminta.
Luiz Montanha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *